.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Desmascarando a "profeta" dos Adventistas

AS HERESIAS DE  ELLEN G WHITE


Tenho o mesmo pensamento do erudito Hank Hanegraaff a respeito do adventismo do sétimo dia: “o adventismo do sétimo dia é multifacetado”
(O Livro das Respostas Bíblicas, CPAD, p.379). 

Não generalizo; reconheço que há adventistas ortodoxos, que aceitam os princípios da fé cristã histórica, e liberais, que contradizem a encarnação do Verbo, a ressurreição corpórea e a infalibilidade das Escrituras.

A própria Sra. White afirma o seguinte sobre seus escritos: “Ai de quem mover um bloco ou mexer num alfinete dessas mensagens. A verdadeira compreensão dessas mensagens é de vital importância. Os destinos das almas dependem da maneira em que são elas recebidas”
(White, Primeiros Escritos, Editora Casa Publicadora. Tatuí – SP; 1995 – pág. 258, 259).


O periódico da Igreja, A Revista Adventista, declara sem nenhum peso de consciência: “Negamos que a qualidade ou grau de inspiração dos escritos de Ellen White sejam diferentes dos encontrados nas Escrituras Sagradas”
( Revista Adventista, fevereiro de 1984; Ed. Casa Publicadora; Tatuí – SP. – pág. 37).


O QUE DIZ A BÍBLIA: - I Co 3.10-11 - "Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”
I Co 4.6 - “por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito…”

Sobre a Volta de Jesus:

“… alguns estarão vivos e permanecerão na Terra para serem trasladados por ocasião da vinda de Jesus”. (EG White, O Testemunho de Jesus; Casa Publicadora; Tatuí – SP, p. 108). Essa profecia foi feita numa reunião de manhã cedo, em Battle Greek, Michigan, em 1856. Se diminuirmos 1856 de 2013, teremos, como resultado, 157 anos. 

Porventura existe alguém vivo daquela reunião aguardando a volta de Cristo? Para justificar o erro profético dela, seus defensores se explicam dizendo: “É-nos dito pela mensageira do Senhor que se a igreja remanescente houvesse seguido o plano de Deus em fazer a obra que lhe indicara, o dia do Senhor teria vindo antes disto, e os fiéis teriam sido recolhidos ao reino.”(Idem, p. 110) É incrível como possam ser tão fanáticas certas pessoas a ponto de justificar um fracasso profético tão evidente no intuito de defender sua profetisa.

Mas o pior segmento do adventismo é o sabadólatria, que, além de se especializar em doutrinas extravagantes, como o sono da alma, confere status de profetisa a Ellen G. White (1827-1915) e propaga as suas teses sabadolátricas, inclusive em programas de televisão.

Nas obras da eminente adventista mencionada há muitas invencionices acerca da guarda do sábado. Ela chega a considerar a observância do sábado necessária para confirmar a salvação dos que creem em Jesus Cristo! A sabadolatria, sem dúvida, é a maior heresia do adventismo do sétimo dia, a qual vem sendo muito propagada mediante certo programa de televisão.


Ellen G. White afirmou, em sua obra mais famosa, que a desobediência ao quarto mandamento do Decálogo é a causa de existirem tantos pecadores no mundo: “Tivesse sido o sábado universalmente guardado, os pensamentos e afeições dos homens teriam sido dirigidos ao Criador como objeto de reverência e culto, jamais tendo havido idólatra, ateu, ou incrédulo” (O Grande Conflito, Casa Publicadora Brasileira, p.436). 


Então, por que a Bíblia não diz, em 2 Coríntios 5.17: “Quem guarda o sábado nova criatura é”? O que liberta o ser humano do poder do pecado e lhe outorga uma nova vida é o estar em Cristo (2 Co 5.17), e não a guarda do sábado.

Em outra obra, Patriarcas e Profetas, a senhora White asseverou: “o sábado é um sinal do poder de Cristo para nos fazer santos. E é dado a todos quantos Cristo santifica. Como sinal de Seu poder santificador, o sábado é dado a todos quantos, por meio de Cristo, se tornam parte do Israel de Deus” (citado no Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, Casa Publicadora Brasileira, p.591). 


Nesse caso, os cristãos que não guardam o sábado não podem ser verdadeiramente santos? Não são mais o sangue de Jesus, a Palavra de Deus e o Espírito Santo que nos santificam?

Outra invencionice sabadolátrica da senhora White diz respeito ao ministério terreno do Senhor Jesus: “Cristo, durante Seu ministério terrestre, deu ênfase aos imperiosos reclamos do sábado; em todo o Seu ensino Ele mostrou reverência pela instituição que Ele mesmo dera” (idem, p.590). 


A bem da verdade, o Senhor Jesus nunca ensinou a guarda do sábado! No Sermão da Montanha (Mt 5-7) nada foi dito a respeito da guarda do sábado. E olha que o Senhor aludiu ao Decálogo várias vezes! Ele só falou do sábado quando foi confrontado pelos fariseus (Mt 12.1-14).

Jesus disse que os verdadeiros adoradores adoram o Pai em espírito e em verdade (Jo 4.23,24). Mas a senhora White acrescentou: “os adoradores de Deus se distinguirão especialmente pelo respeito ao quarto mandamento — dado o fato de ser este o sinal de Seu poder criador, e testemunha de Seu direito à reverência e homenagem do homem” (O Grande Conflito, p.445).


Aliás, Ellen G. White, em sua tentativa de sacralizar ou endeusar o sábado, acrescentou várias palavras à revelação divina contida em Gênesis: “O sábado foi confiado a Adão, pai e representante de toda a família humana. [...] A instituição do sábado, que se originou no Éden, é tão antiga como o próprio mundo. Foi observado por todos os patriarcas, desde a criação”(Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, p.589). 


Ela também disse:“o sábado foi guardado por Adão em sua inocência no santo Éden; por Adão, depois de caído mas arrependido, quando expulso de sua feliz morada. Foi guardado por todos os patriarcas, desde Abel até o justo Noé, até Abraão, Jacó” (O Grande Conflito, p.453).

Onde está escrito, em Gênesis, que Adão, Enoque, Noé, Abraão, Isaque e Jacó guardaram o sábado? Quando Deus ordenou que Adão e seus descendentes deveriam guardar o sábado? Em Gênesis 2.1-3 está escrito que o Senhor, após ter concluído a obra da Criação, abençoou e santificou o sétimo dia. Mas isso não significa que Ele instituiu, ali, um mandamento eterno para toda a humanidade. Isso é uma grande invencionice da “profetisa” Ellen G. White, dos pregadores e telepregadores da sabadolatria.


A senhora White afirmou que, ao ser proclamada a lei, no Sinai, “as primeiras palavras do quarto mandamento foram: ‘Lembra-te do dia do sábado, para o santificar’ (Êx 20:8), mostrando que o sábado não foi instituído ali; aponta-se-nos a sua origem na criação” (Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, p.589). 


Ora, a instituição da guarda do sábado para os israelitas ocorreu após a saída do Egito — e, por isso, é mencionada em Êxodo 16 —, antes, portanto, do Sinai. Daí o Senhor ter dito: “Lembra-te”. Mais uma vez a senhora White, valendo-se da eisegese, falsifica a Palavra de Deus (cf. 2 Co 2.17).

Segundo a Bíblia, a instituição da guarda do sábado ocorreu após a saída do povo de Israel do Egito: “E ele [Moisés] disse-lhes [aos israelitas]: Isto é o que o SENHOR tem dito: Amanhã é repouso, o santo sábado do SENHOR” (Êx 16.23). Aqui, vemos a primeira menção, no Pentateuco, à guarda do sábado. O mandamento da guarda do sábado está, claramente, ligado à libertação do Egito (Dt 5.15).


Segue-se que a guarda do sábado foi dada exclusivamente a Israel e os estrangeiros que habitassem em sua terra (Êx 20.1,2,8; 31.13; Is 56). O fato de o Criador ter santificado e abençoado o sábado após a Criação não denota que Ele tenha ordenado que o sétimo dia, a partir daquele momento, deveria ser guardado por Adão e sua descendência. A única ordenança de Deus para o homem, em Gênesis 2, foi esta: “De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (vv.16,17).


Finalmente, a “profetisa” Ellen G. White disse, com base em Apocalipse 11.19, que os dez mandamentos estão guardados dentro da arca, no Céu, e que a guarda do sábado jamais foi abolida. E acrescenta: “Não puderam achar nas Escrituras prova alguma de que o quarto mandamento tivesse sido abolido, ou de que o sábado fora mudado” (O Grande Conflito, p.433). 


Ora, o Decálogo faz parte da lei mosaica. E esta foi, sim, abolida, após a manifestação em carne do Senhor Jesus e sua obra expiatória (Jo 1.14-17; Lc 16.16; Rm 10.4; Cl 2.14-16).

Que Deus nos guarde da sabadolatria e de todas as formas de idolatria (Gl 5.20; 1 Co 5.11; 10.7,14; 1 Jo 5.21). E que observemos o primeiro e grande mandamento apresentado pelo Senhor Jesus: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” (Mt 22.37).

________________________________________

VEJA TAMBÉM...

- A FALÁCIA CATÓLICA DAS DIVISÕES DAS IGREJAS EVANGÉLICAS
- DESMASCARADA A FARSA DE QUE A ICAR DEFINIU O CÂNON DO NOVO TESTAMENTO
- E OS FANÁTICOS DA ICAR AINDA DIZEM QUE FORAM ELES QUE ESCREVERAM A BÍBLIA 
ROMA, A GRANDE MERETRIZ, A CIDADE DOS SETE MONTES
PAPA ALEXANDRE VI E OS CRIMES E DEVASSIDÃO DA IGREJA CATÓLICA
PIO XII, O MENTOR E APOIADOR DE ADOLF HITLER CHAMA O ESPÍRITO SANTO DE INCOMPETENTE
DERRUBANDO A FARSA DOS PRIMEIROS PAPAS COM A PATRÍSTICA
- PROVADO PELOS ORIGINAIS EM ARAMAICO QUE PEDRO NÃO É A PEDRA
- A HISTÓRIA DO PAPADO E SUA ORIGEM
- DESMASCARANDO A FARSA ROMANA, 205 PROVAS CONTRA O PRIMADO DE PEDRO
- A VERDADE SOBRE A RELIGIÃO DE ROMA PROVADA NA BÍBLIA EM APENAS CINCO MINUTOS 
- PORQUE MARIA ESTA CHORANDO HOJE?
- CUIDADO, MARIA VAI COMEÇAR A "APARECER" NO CÉU, E VAI ENGANAR A MUITOS
- CONHEÇAM A VERDADE SOBRE MADRE TERESA DE CALCUTÁ
- TÁBUAS DE EBLA - EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS E ARQUEOLÓGICAS DA EXATIDÃO DA BÍBLIA
- MILHARES DE MUÇULMANOS CHINESES SE CONVERTEM A JESUS CRISTO
- DEUS ODEIA IDOLATRIA E SACRIFÍCIOS, E AFIRMA QUE É SOMENTE PELA FÉ

4 comentários:

  1. Em um momento, Deus julgará todas as ações do ser humano missionário! leia tiago 2:10-11 leia mateus 19:16 - 25 e mateus 7:21-23 apocalipse 12:17 e , 14:10

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erras por não conhecer as Escrituras GOOD SOLUÇÕES, os versículos de Mateus, Jesus estava ainda no cumprimento da lei e os versículos são justamente contra voces pois não seguem as ordenanças de Jesus. Apocalipse fala da Igreja de Roma da qual nada sigo pois não guardo o domingo e sim todos os dias, pois quem guarda somente um dia para Deus seja sábado ou domingo é porque não o ama todos os dias...e o de Tiago é aonde vc mais erra, pois Tiago era Apóstolo de Cristo e seguia somente os mandamentos que Cristo deixou que são dois e não os da velha lei, o problema é que Tiago, Pedro e João foram enviados para os Judeus que seguem a velha lei como os adventistas e Tiago está justamente dizendo a eles e hoje a voces que se voces não guardarem todas as 613 leis voces serão condenados, por isso abra seu olho, se converta a Cristo, saia da lei e venha para a Graça...

      Excluir
  2. Texto sem contexto é pretexto para heresia. Ellen White é a luz menor que nos conduz a um melhor entendimento da luz maior que é a palavra de Deus. Se não acredita nos seus escritos, guarde para si, mas não tente denegrir a imagem da mesma sem fundamento algum. Qualquer pessoa com um mínimo de inteligência não se convence com textos soltos, dos quais você tenta passar um significa inverso do original.

    Deus não muda, nem a sua lei moral que existe desde o príncipio. Os adventistas e todo aquele que de coração sincero guardam o sábado que foi santíficado por Deus são abençoados. O sábado é o dízimo do tempo. Assim como nós não podemos estipular a parte do dízimo, também não podemos dizer que dia da semana vamos guardar.

    Somos salvos únicamente pela graça de Jesus, mas Ele mesmo disse: Se me amais, guardareis os meus mandamentos.
    O novo testamento afirma o antigo. Jesus veio para cumprir a lei e Ele é o Senhor do sábado.

    Busque estudar as escritas sem pré-conceitos e com o coração aberto para o verdadeiro entendimento.

    Que o Espírito Santo de Deus termine a boa obra que começou em cada um de nós.

    Obs: Você não é o primeiro nem será o último que tentará denegrir a imagem de Ellen e atacar seus escritos, mas como temos visto os planos de Deus não se frustam e muitos são e continuarão sendo alcançados através desses escritos inspirados por Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente anônimo, Jesus mandou cumprir os mandamentos DELE, que são dois: " Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a sí mesmo ".. Jesus cumpriu a lei e estabeleceu a Graça, portanto quem vive nos rudimentos da lei está debaixo de maldição, lamento por vc..

      QUEM GUARDA DIAS, MESES, ANOS OU FESTAS É FRACO NA FÉ E VIVE NOS FRACOS RUDIMENTOS
      Gálatas 4: 8 a 11 - "Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses. Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?
      Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco."

      Excluir